O ALIMENTO DA ALMA também é um dos atos mais humanos.

Assim como o alimento é a nutrição para o corpo, o Olhar é um dos alimentos que nutre a alma. É através do olhar que percebemos o imperceptível.

Olhar nos olhos é uma das primeiras coisas que fizemos nessa vida. Quando um bebê nasce, ao abrir os olhos ele é naturalmente atraído para os olhos de quem está com ele. É algo tão instintivo quanto a sucção para o peito da mãe.

O QUE POUCAS PESSOAS SABEM é que o olhar está diretamente associado também ao AFETO. Justamente pelo amamentar, pois ali além do leite também estávamos sendo nutridos pelo olhar amoroso de nossas mães. 

É por isso que o Afeto também está ligado a comida. E dai vem a explicação de que a carência de afeto nos leva para alimentos doces, chocolates, etc.

ESTAR DE FRENTE A UM SER HUMANO, olhos nos olhos, alma com alma de forma aberta é uma das coisas mais lindas (e significativas) que podemos ter. Quando nos encontramos no olhar do outro… quando conseguimos relaxar num olhar… é como um encontro com Deus.

POR DIVERSOS MOTIVOS culturais e especialmente das nossas experiências ao longo da vida, esse gesto tão singelo, afetivo, é ao mesmo tempo uma das coisas mais difíceis para muitos de nós.

TRANSAR É MAIS FÁCIL do que se permitir olhar e deixar ser olhado pelo outro. Parece forte, mas ouso dizer que para a maioria das pessoas da nossa cultura/sociedade atual isso é a situação atual.

Quando acontece de forma profunda, acolhedora e amorosa, o olhar é muito mais íntimo do que o ato sexual. Especialmente o ato sexual banalizado. E por outro lado, quando o ato sexual é permeado desse “olhar de almas”, ele se torna muito mais prazeroso e sacralizado. Ali acontece a comunhão.

ALIÁS, É IMPORTANTE ESCLARECER uma coisa com relação a esse assunto: O Olhar profundo não é necessariamente erótico/sexual. Há infelizmente uma profunda confusão nisso. Essa confusão nos faz um mal tremendo. Vivemos numa pobreza de afeto e ao mesmo tempo anoréxicos, quando recebemos um olhar terno e negamos esse amor, por confundi-lo ser erótico/sexual.

Claro que esse assunto é extenso, pois o olhar não se limita aos olhos. Podemos olhar com os ouvidos, com o tato e com todos os outros sentidos. O que há em comum é a “Presença”, “Abertura” e a “Entrega”.

FALEI TUDO ISSO APENAS para mostrar um ínfimo da importância existencial de re-aprendermos o ato de “olhar”, pois como eu disse no início: assim como o alimento é a nutrição para o corpo, o Olhar é um dos alimentos que nutre a alma e é através do olhar que percebemos o imperceptível.

Olhar deveria ser considerado um ato ordinário da vida, mas atualmente ele é algo extra-ordinário, tamanho a ausência desse ato instintivo.

Na Biodanza temos muitos relatos lindos e emocionados sobre a transformação, a beleza e a cura que acontece quando temos algumas dinâmicas onde há instantes em que nos olhamos de verdade. 

DE FATO É ALGO MUITO CURADOR. Para mim foi como colocar minha alma no colo e cuidá-la. Quando somos vistos com olhos de aceitação, amor e com ternura, e nos deixamos permear por tudo isso… as feridas mais profundas da nossa alma começam a se cicatrizar. E não há palavras para expressar.

PORTANTO, fica o convite de encorajamento: deixe-se ser olhada(o) e olhe com os olhos da aceitação, do amor, pois isso fará tão bem à você quanto para quem estiver no seu encontro.

<3 SE VOCÊ CAIU DE PARAQUEDAS AQUI e ainda não sabe o que é Biodanza, deixo aqui uma sugestão de leitura que pode te ajudar ou não… mas pelo menos vai te dar ainda mais curiosidade 😉
► http://biodanzar.com.br/noticias/2017/07/15/pra-quem-ainda-nao-conhece-a-biodanza/

<3 A BIODANZA NÃO FAZ MÁGICA, mas sim, existe um segredo.
Escrevi um texto sobre isso e você pode acessá-lo aqui:
► http://biodanzar.com.br/noticias/2017/08/13/a-biodanza-nao-faz-magica/

<3 ME PERDOE. ESTOU EM CONSTRUÇÃO.
O ato mais amoroso que podemos fazer neste mundo, nesta vida, é nos tornarmos mais humanos, menos reativos e mais gentis.
http://biodanzar.com.br/noticias/2019/08/06/me-perdoe-estou-em-construcao/
============================

E SE VOCÊ SE SENTIR CHAMADA(o), venha conhecer a Biodanza!

Garanto que você sairá se sentindo muito bem e talvez com aquela sensação de “Tava precisando justamente disso!” (rsrs)

Não é uma aula de dança. Ninguém vai te ensinar nada. Aliás, não existe certo ou errado.

Você será muito bem-vinda(o)! Convide alguém e venha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *